Slide

Pesquisar

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Dick Farney



Farnésio Dutra e Silva, O Dick Farney
Rio de Janeiro, 14 de novembro de 1921 — 4 de agosto de 1987
Foi um cantor, pianista e compositor brasileiro.
Começou a tocar piano ainda na infância, quando aprendia música erudita com o pai,e enquanto a mãe lhe ensinava canto.
Em 1937 estreou como cantor no programa Hora juvenil na rádio Cruzeiro do Sul do Rio de Janeiro, quando interpretou a canção Deep Purple composta por David Rose, foi levado por César Ladeira para a rádio Mayrink Veiga, passando a apresentar o programa Dick Farney, a voz e o piano. O conjunto Os swing maníacos formado por Dick, tinha ao lado o irmão Cyll Farney, na bateria, acompanhou Edu da Gaita na gravação da música Canção da Índia, do compositor russo Nikolay Rimsky-Korsakov (1844-1908). De 1941 a 1944, era crooner da orquestra de Carlos Machado, no Cassino da Urca, no tempo em que o jogo era permitido no Brasil. Em 1946 foi convidado para ir para os Estados Unidos, depois do encontro com o arranjador Bill Hitchcock e o pianista Eddie Duchin, no Hotel Copacabana Palace. Entre 1947 e 1948 fez várias apresentações na rádio NBC, principalmente como cantor fixo no programa do comediante Milton Berle. Em 1948 apresentou-se com sucesso na boate carioca Vogue. No ano de 1959 era exibido o programa de TV - Dick Farney Show, na TV Record - Canal 7 de São Paulo. 1960 formou a Dick Farney e sua orquestra que animou muitos bailes. 1965 na recém-inaugurada TV Globo - Canal 4, Rio de Janeiro, apresentados por Betty Faria e Dick Farney, o programa de TV Dick e Betty. Gogô foi seu pianista acompanhador de 1977 a 1987.
Foi proprietário das boates Farney´s e Farney´s Inn, ambas em São Paulo. Em 1971 formou um trio com Sabá (Contrabaixo) e Toninho Pinheiro (Bateria). Entre 1973 a 1978 tocava piano e cantava na boate Chez Régine, em São Paulo.

3 comentários:

  1. No dia 11 de julho de 1956 (décimo nono aniversário da morte de George Gershwin) Dick Farney liderando um quarteto formado por ele (piano), Casé (sax alto), Shu Viana (baixo) e Rubinho (bateria) gravou um LP antológico em homenagem ao grande compositor americano. O disco lançado pela Columbia e intitulado J. A. M. - Jazz After Midnight, foi muito elogiado pela crítica especializada e também pelo seu grande número de fans. Por incrível que possa parecer Dick Farney foi, a partir de 1947, quando gravou o seu maior sucesso "Copacabana", - altamente inovador para a época, - um recordista de venda de discos, lançando inúmeros "hits" que são conhecidos até hoje, tais como "Marina", "Ponto Final", Não Tem Solução","Alguém Como Tu", "Somos Dois", "Uma Loira" e muitos outros além é claro do maior sucesso de 1954, "Tereza da Praia", primeiro sucesso de Tom Jobim. Dick também destacou-se como grande intérprete de músicas norte americanas, tendo sido o primeiro cantor a gravar "Tenderly". Como pianista também deixou vários registros, sendo considerado na ocasião o melhor pianista de jazz da América do Sul.

    ResponderExcluir
  2. Depois de se dedicar durante um curto período de tempo, a atividades relacionadas a bares noturnos ou boites, como a sua famosa boite "Farney's", no ano de 1962 formou uma da melhores Big-Bands do Brasil para animação de bailes e shows. Com um excelente grupo de músicos apresentou-se no Rio de Janeiro, no dia 27 de maio de 1962, no Auditório do jornal "O Globo" (a TV Globo ainda não existia), num magnífico concerto apresentado pelo crítico de jazz Paulo Santos e que resultou numa excelente gravação lançada pela RGE. Esta apresentação contou com a participação dos seguintes músicos:- Sebastião Giulberto (Botinão), José Lídio Cordeiro (Papudinho), Adalto Cordeiro de Oliveira (Broegas) e Altino de Souza Bom (trompetes); Gilberto Gagliardi, Walter Azevedo, Onófre José Cardoso e Gilberto Dantas (trombones); Jorginho e Euclides da Conceição (Sax alto), Benjamim Camargo (Mineirinho) e Newton Miranda (tenores) e Apóstolo Secco (Bauru) (barítono); Mario Casalli (piano), Rezala José (Turquinho) (bateria), Manoel de Paiva Gusmão (baixo), Altivo da Luz Penteado (Garoto) (vibrafone), Rubens de Souza Soares (bongo e conga), Rui Di Torre ritmista e contor de músicas latino americanas), Roberto Di Torre (Pescoço) (pandeiro e conga), Adolfo Alabi (maracas) e Januário Benjamin Abbatte (afochê e guirro). Além de Leny Andrade e o próprio Dick nos vocais. Nos bailes o grupo era completado ainda por um quarteto que contava com Dick ao piano, Garoto ao vibrafone, Mario Augusto no baixo e Claudio Slon na bateria. Durante o tempo que a orquestra esteve em atividade houve algumas substituições, entrando o trombonista Bill (Severino Gomes da Silva) no lugar de Onófre e a cantora Leny Caldeira no lugar de Leny Andrade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado Sr Adilson, sempre solicito e sucinto.Que prazer ler seus comentarios.

      Excluir