Slide

Pesquisar

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Felpudo



Geraldo Auriene, O Felpudo
Circa 1922 São Paulo, SP
Iniciou a carreira artística tocando na Banda Musical Operária da Lapa, bairro paulistano onde nasceu. A partir de 1943, começou a atuar profissionalmente tocando em conjuntos e orquestras de emissoras de rádios. Ao longo da carreira, atuando com diferentes grupos musicais conheceu e tocou em diversas partes do mundo.Em 1971, integrando a orquestra do Maestro Portinho intitulada "Portinho e sua orquestra escaldante" participou do LP "Fogo nos metais" da gravadora Copacabana no qual foram interpretadas entre outras as músicas "O cafona", de Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, "Ai que saudades da Amélia",de Ataulfo Alves e Mário Lago, "Menina da ladeira", de João Só, e "Esta noite serenou", de Hervé Cordovil. Como músico de estúdio participou ainda da gravação de discos de inúmeros intérpretes. Em 1977, integrou o grupo de choro "Choro Paulistano" com o qual gravou pelo selo Chantecler/Alvorada o LP "Na glória do choro". Nesse disco foram incluídas três composições suas:" Bombardinando", "O chorão", e "Paulistano". Quando do lançamento desse LP, o jornalista e crítico musical Aramis Millarchi em sua coluna musical no jornal O Estado do Paraná, assim se referiu ao instrumentista: "Uma faixa, especialmente, "Bombardinando", de Geraldo Auriene, permite Felpudo e Galhardo mostrarem seu virtuosismo neste instrumento". Em 1978, participou do "Carinhoso - II Festival Nacional do Choro" interpretando juntamente com Evandro do Bandolim e seu regional o choro "Mágoas de um chorão", de Pedro Ferragutti, faixa que foi incluído no LP com as gravações do festival lançado pela Clarck/Bandeirantes Discos.

2 comentários:

  1. Na Orquestra Osmar Milani- primeiro trompete-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orquestra Osmar Milani, 1957, ao lado de Lelo Milani-Paioletti-Expedito.

      Excluir